England, sweetest England

England, sweetest England

I went to an exchange to England last year. I spent almost a month there and I had one of the greatest time of my life. Every little piece of me is missing the experience, the people.. even the food! I mean, it’s not that much time, but still I miss it soooooo much. It is just so good to go some place new, where you don’t have to be trying to impress anyone, not that I usually do that, but there I felt like I was me. Entirely me, you know? It’s good, especially when you are a teenager and need some reassurance of what you are. That’s pretty damn great. I miss England, I miss that month, that crazy traveller spirit that guides you. I just wanted to share this because it’s a pitty that it has gone so fast.
BTW, I was walking when I took that pic. I felt pretty fucking awesome after that.

E lá vem

Inferno

Ele me parece

Gelado

Era pra ser um bom momento

E em um inferno se tornou

Voltas e voltas a chegar cada momento

Em uma visão diferente da mesma discordância

Você

Suposição

Pisando em pedras e no lugar dos calos

Se criam mágoas

Mas sem dor

Agora estou seca

Sem mais lágrimas a derramar

HEY!

So, I’m going to start making this mine, like some place I feel safe. Some posts will be silly, like really silly. For an example I’m going to start talking about perfect stupid cute imaginative marriages. And when this happen I’ll put some kind of warning in the beggining like (THIS WILL MAKE YOU DOUBT ABOUT MY SANITY) or whatever. And more I write in english more weird I think It’s sounds, but whatever hahaha. Oh I hope you like it! At least I will.

InSTÁvel

Não quero mais abraços apertados

Não quero mais as velhas condolências

Não quero mais nada de que não me pertencia

É tão difícil entender o meu não querer?

Quero aqueles velhos balanços, aquelas velhas histórias, aqueles velhos filmes

Quero aquele cheiro de bolo, aquela reclamação gostosa pedindo para não andar com os pés no chão,

Quero aquela tv ligada, mesmo que ninguém preste atenção

Quero a estação de rádio que dizem ser do tal rincão

Só quero

Simplesmente quero

Sem mais explicações, análises ou sessões com os bem formados

Que meus sonhos se deem por completos, que se realizem e aqueçam meu doce e antigo coração

Aquele coração que deixei junto daquele balanço, daquela história a qual esperava tanto, e que hoje

Bem, que hoje já não quer mais tanto assim

No futuro

Talvez façamos parte somente dos loucos

Daqueles que sonham alto mas pisam no chão

Os que recebem os olhares desgostosos mas também os mais admirados

Olhares daqueles que queriam ser tão corajosos e tão sonhadores

Tem em cada um, espaço em haver com a sociedade em drama

e lá repousa esperando pelo toque despertador dos corajosos

Não afirmo que sou uma corajosa, mas que fui, 

Sim, eu fui

E garantia ainda há, que daquele passado se verá no futuro